13 fevereiro, 2008

Sem título...

Ao que tudo indica não ganhará corpo o acordo entre setores do PSDB e do governo para criar a CPI mista para investigar os gastos com cartões corporativos feitos pelo governo federal nos últimos dez anos, deixando de fora parentes do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O acerto, selado entre o autor do pedido de CPI na Câmara, Carlos Sampaio (PSDB-SP), e o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), que propôs a CPI exclusiva de senadores, foi levado a conhecimento de FHC pelo deputado José Aníbal (PSDB-SP).
“A proposta existiu e o acordo foi fechado, mas não vai sobreviver porque é eticamente indecente e politicamente desastroso”, resume o deputado Jutahy Júnior (PSDB-BA).
Segundo ele, o próprio Aníbal encarregou-se de alardear que fechara “um acordo muito bom para o partido” a um grupo de deputados da bancada goiana, reunidos na noite de segunda-feira na casa do senador Marconi Perillo (PSDB-GO).
Em comento:
Como se pode perceber estão tentando a requisição do caveirão para a CPI... Blindagem total para a "proteção" dos desvios de finalidade para com a verba pública... Uma espécie de "acordo de cavalheiros" impedindo as atoxadas mútuas de seus pares... Querem abortar o filho monstruoso, que nasceria de uma CPI sem cartas marcadas.
Possibilidades denotam-se excludentes entre si:
1. FHC possui telhado de vidro;
2. A oposição capitaneada pelo PSDB anda muito mal representada e estagiando com a situação práticas de má política...
Dessa história arquitetada pela base governista em que a incompetência de certos tucanos os transformaram em patinhos serviu para colocar um ponto de interrogação quanto a lisura da gestão FHC no que diz respeito aos cartões corporativos... Espera-se uma resposta corajosa e honrada por parte da tucanada para esse ensaio de conluio...
Ainda em tempo, trago o discurso de Lula em Macapá sobre cartões corporativos:
“Quando se trata de "cegurança", eu acho que o gasto é "cegredo" de Estado. Você não pode "diser" onde é a casa dos "ceguranças" do presidente, você não pode dizer onde que ele vai alugar um carro. Porque, se, você "diçer", fica muito fácil, quem "quizer" fazer a "desgrassa" faz a "desgrassa" por antecipação. Quando eu sair daqui, a "Presidéncia" continua. A "Presidencia" é uma instituição, e as pessoas precisam aprender a respeitar e a não "banalisar"”.
Em comento:
Já disse e repito "Ô subjetivismo da peste" Assim fica fácil, mete "tudo" como gasto de segurança e o portal da transparência fica para dar a idéia de transparência para que possamos cobrar os troxas dos Estados de governos "non gratos"...
Com esse sistema que vende a idéia de transparente mas é opaco como uma "porra" é possível saber o destino de apenas 11% dos gastos de emergência (cartões mais contas do Tipo B): dos R$ 177 milhões que foram para a cucuia no ano passado, o “sistema transparente” de Lula permite identificar com clareza apenas R$ 19,4 milhões. Os outros R$ 157,6 milhões... No modelo dito “não-transparente” de São Paulo, os deputados, incluindo os da oposição, têm acesso a 100%...
Em resumo:
Continuarão gozando com o pau do povo nessa democracia não participativa, graças ao povo, e as descobertas de falcatruas continuarão a surgir, pois é mais fácil de achá-las que roubar pirulito de criança, mas a total tendência da moda é a utilização do óleo de peróba como filtro, que ainda deixa um bronzeado super natural, que permite que o sol brilhe, queime, mas não mate ninguém...
PS: Mas cuidado, para você que não é político o sol pode causar câncer de pele e levar à morte...
E uma última informação, que corre à boca pequena é que o implante capilar de Dirceu se deu as custas de cartões corporativos, questão de segurança segundo o Lula... Segurança capilar... Parte dos 89% não declarados...

2 comentários:

ZEPOVO disse...

Se o objetivo da CPI é honesto e bem intencionado, a oposição terá capacidade e competência para obter apoio necessário.
Se o objetivo é paralisar o país para ganhar terreno nas próximas eleições, vai ser a palhaçada de sempre.
É necessário perceber que o povo já está cansado de CPI, justamente porque percebemos que os objetivos dos envolvidos não e o declarado.

Leonardo disse...

Tudo bem Zé! Literalmente concordo com seu comentário, CPI na maioria das vezes tem sua finalidade desviada para o bolso de seus participantes em forma de adicional e termina num belo acordão... Mas é essa nossa democracia política, para se investigar tem-se naturalmente que passar em gabinetes e "fazer política", mas no final congregar-se-ão todos ao paladar de deliciosas pizzas à moda da casa...