13 abril, 2008

A análise de um jogo ainda sem seu apito final, mas com um lamentável final previsível e em nada emocionante...

A super blindagem do governo à ministra-chefe da Casa Civil, "tem razões que a própria razão desconhece, faz promessas e juras depois esquece"... Não é mesmo "meu querido presidente"...
A meticulosa preparação do dossiê, ou “banco de dados” como quer escamotear o governo, com gastos da Presidência da República na gestão FHC é uma operação além fronteiras da Casa Civil...
Foi arquitetada pela coordenação política do governo, com a sempre espiritual participação do fantasmagórico presidente Lula, presente inter-parte e ausente erga-omnes, se é que me faço entender...
O dossiê da gestão FHC foi articulado como a principal munição governista na guerra em torno dos cartões corporativos. Uma espécie de "bomba de neutrons"... A idéia nunca foi a dação de publicidade, mas sim a utilização da política da intimidação, da neutralização da oposição no intuito de "desmotivar" qualquer ação mais enérgica pela transparência.
O time de perebas e caneleiros montado para o jogo escalou para a coordenação do meio campo Dilma e os ministros de Comunicação Social, Franklin Martins, e de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, com opções ainda de menor qualidade que ficaram no banco deste elenco pobre e recheado por cabeças de bagre. O técnico avaliou que o jogo seria a guerra dos cartões e o toque de bola burocrático garantiria o empate sem nenhuma expulsão...
Os ministros, leia-se Franklin Martins, avaliaram que o governo teria errado em crises pretéritas por deixar-se pressionar com chuveirinhos constantes na área, e resolveram escalar alguém que peudesse puxar o contra-ataque, apenas não deram conta da pobreza do elenco, que só contava com pernas-de-pau e que o improvável gol pudesse se transformar em um lamentável passe errado, um presente para o adversário... Com isso, apresentam-se pelo sexto ano consecutivo como a defesa mais vazada do campeonato...
A sorte desse time é que possui uma torcida fanática e de pouco discernimento, que mesmo só com derrotas continua a aplaudir as bizonhas atuações, torcida essa, que se enxerga à semelhança de seu presidente e faz vistas grossas a toda corrupção perpetrada pelo apedeuta na busca pelo título, ainda que praticando um futebol digno de série B...
Deixo claro, que em momento algum ligo este "time" ao meu Mengão, até porque o PT tem suas raízes em São Paulo e está mais para um time de segunda divisão, que propriamente para um que pleiteie a conquista da Taça libertadores... E como diria sua torcida:
"Timão e ô! Timão e ô!" Não é mesmo Presidente...
Mas pensando bem, Presidente por Presidente, o de lá foi deposto, o ditador está no Rio... Então troquemos a música:
"O Vasco é o time da virada..." Não é mesmo Presidente...

6 comentários:

ZEPOVO disse...

O time é de pernas de pau e cabeças de bagre,mas levou os dois últimos campeonatos, é o preferido para levar a taça no próximo e tem a maior e mais fiel torcida do Brasil.
Os críticos do PT/Lula e da equipe de Governo, precisam parar de pregar a incompetência dos petistas.
A maioria dos brasileiros assiste ao Brasil melhor do que nunca, e os chegados a política assistem a oposição jogando duro e pesado, até de maneira desleal e só acertando a trave.

Então se o PT/Lula não são competentes políticos e governantes como conseguem tão bons resultados?

Um país estável/evoluindo e uma oposição sem apoio popular?
Me parece que o PT acerta na política e na administração, e faz bonito mesmo fustigado pelo PIG em tempo integral...

Leonardo disse...

Grande Zé, cá pra nós, o primeiro legítimo, o segundo comprado... O primeiro foi dentro das quatro linhas num "jogo limpo", o segundo...
Quanto a torcida só me faz ter maior certeza que estou correto, o povo gosta é de mediocridade, é a linguagem inculta do brasileiro, a "malandragem" que o brasileiro tanto adimira, a arte do "roubar" e não ser descoberto, está aí a razão do sucesso, Lula acende a esperança de cada brasileiro analfabeto de que nada é impossível, nem mesmo chegar a presidência...

ZEPOVO disse...

É Leonardo, mas não foi a esquerda que fez este um país de analfabetos,muito ao contrário, não?
Se o povo gosta da simplicidade e mesmo das coisas toscas, é porque assim aprendeu a viver e se identifica.
Educação e cultura foram roubadas do povo por quem governou antes do PT.
O recente leilão dos objetos pessoais do Abadia, mostra que o povo gosta de quem se dá bem apesar que de maneira errada. Isto eu concordo, mas não vamos culpar o PT pelo povo que temos. O PT chegou agora!

Leonardo disse...

Leviandade minha seria culpar o PT pelo povo q temos, longe de mim... As causas são históricas. Culpo o PT sim, de usar a pálida cultura desse povo e suas exuberantes necessidades, com fins eleitoreiros. Escambeia-se votos da forma mais primitiva e vil possível. Não se oferece meios de sustento através do trabalho, mas sim um "simples prato de feijão" com o próprio dinheiro de seu povo, uma das espécies de chantagens perpetradas pelo PT e a que causa maior grau de dependência, é a que faz deixar claro, que se quiser comer no dia seguinte deve garanti-lo no poder, o q deveria inclusive ser severamente punido pela justiça eleitoral como punem os que distribuem brindes na época das eleições... A diferença está no apelo infinitamente maior do "prato de feijão". Certamente se distribuissem camisas do PT no lugar do prato de comida e dessem trabalho eu os apoiaria, mas tenho sinceras dúvidadas se o povo o elegeria...
Por isso, não apenas por isso, pego no pé do PT e tb do seu eterno líder sindical, mas não esqueço a falta de fibra desse povo acordeirado...
E não me venham alegar que é melhor essa política assistencialista ad-eterno de matar a fome do dia, pois isso não resolve o problema de nenhum eleitor, apenas resolve o problema do candidato...

ZEPOVO disse...

Eu acho que o povo tem que comer e aceito que o Pt forneça o prato de feijão. Também acho que o povo precisa de educação, saúde, segurança, moradia e emprego.
Por enquanto muito foi feito na alimentação, alguma coisa melhorou no emprego e parece que "as coisas" no país podem tomar um rumo que permita o resto, mas no médio e longo prazo.
Se isto não acontecer, não vou mais defender o PT, se bem que serei socialista até meu último dia.

Marquer disse...

Um País estavel e de exito???
Um país que envergonha qualquer nacionalista, frente aos exemplos que estanpa aos outros países dessenvolvidos. Um País de malas de dinheiro, da vergonha incólume da chanatagem por vias de dossiês...da compra de parlamentares...das vítimas inocentes das estradas "reformadas" com TODOS os valores superfaturados, e dado a isso, no mesmo estado de antes, está agora...fora a superfatura que confere o diploma de poder roubar sem qualquer setor fiscal para acusar.
Um País que mata inocentes em desmandos e incompetencia de se reger uma administraççao aérea, pelo menos aceitável...um País que apresenta a vergonha de uma policia , segurança e perícia que foram os exemplos dados neste caso desta menina morta???
Quanta gente inocente morreu pelas vias aéreas? Quantas pelas vias rodoviárias, ende essa estradas foram tratadas por obras eleitoreiras? Quantos assassinos ficam livres por ao menos se ter perícia descente??
A saúde dada como "exemplar" por este presidente (para poder justificar a falta de investimento), hoje se mostra nas mortes de mais de 81 pessoas inocentes...
A máquina do governo inchada por partidarios, que ao menos suspeitam das exigencias profissionais que seus cargos lhes exige, onde lá estao apenas por cargos de poder e salarios astronomicos, que lhes são dados á exigencia de um dizimo ao partido... do particionamento de todos os setores, na divisão do bolo no toma-lá-dá-cá que envergonha a todos nós, mas que sequer é citado nas indgnações pelo muito de vergonhas ja existentes...

ESSES QUE SÃO OS EXEMPLOS DESTE GOVERNO?
Sinceramente, independente de qualquer partido, e em respeito a todas as pessoas inocentes, mortas por culpa deste estado ausente sempre...que se tenha vergonha em defender o que ja muitas mortes promoveu. Pelo menos, antes de falê-lo, olhe antes as 81 vítimas da dengue, mais as milhares acamadas...mais as mortas pela febre amarela (ja erradicada a anos antes deste ultimo evento), as inocentes mortas viajando a passeio, todas as outras e, por uma questão de respeito: não defenda quem a isso promove, independente, como já dito, de que partido seja. E disso acho que noa devemos afastar quem quer que seja! TODOS são responsáveis...e muito mais os de agora que os de antes...porque ao menos desconhecem o que possa ser exemplo, ou mesmo onde esteja o norte.